Maffalda mudou de casa! Redirecionando...

Se você não for redirecionado automaticamente, visite http://maffalda.net e atualize seus favoritos.

sábado, 11 de outubro de 2008

Hoje é o seu dia, que dia mais feliz!

Vejo minhas amigas da adolescência e é como se fosse um reflexo de mim guardado em algum gesto alheio que resistiu à passagem do tempo.

Vejo minhas amigas com filhos e é como se o meu gesto tivesse uma chance de caminhar devagar para o futuro.

(Festinha de aniversário da Laura.)

2 comentários:

tiagón disse...

meus três amigos-ermâos, todos casados, 2/3 com piá a bordo e o restante só fazendo mais um pouco de pirraça, me colocam numa espécie de lugar não-lugar, de errado certo e vice-versa, de perguntar se o tempo depende do observador e outras barafundas do tipo, misturando nostalgia a frio na barriga.

essa coisa da referência fraterna do envelhecer me confunde, às vezes. mas quando me vejo agarrado e babando nas crias deles, me acho um pouco mais saudável. :)

Fabíola Scully disse...

Acho que essa conjunção de nossos conscientes e dos "cocientes" externos aparecem em "dias-chaves" que se propõem a um insight (que, paradoxalmente, parece pouco claro) mas que diz: 'vc mudou'. O que mais importa é saber como chegamos lá ou o que nos tornamos ao chegar? Mais que isso, provavelmente, acho.

(achismos).